quinta-feira, 2 de abril de 2015

Não há lugar

NÃO HÁ LUGAR

Dentro das cenas que tanto narramos nas cantatas de natal, uma das que mais me chama a atenção é quando José e Maria chegam em Belém, procuram um lugar para se hospedarem e a frase que mais ouvem é “não há lugar”. Não há lugar para o Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores. Não há lugar para o Deus encarnado.

Já adulto, na plenitude de seu ministério, ao ser abordado por pessoas desejosas para seguí-lo, Jesus os lembra de que "o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”. Não há lugar para o Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores. Não há lugar para o Deus encarnado.

Jesus, depois de 33 anos de caminhada, “finalmente" encontrou lugar no Calvário, encontrou lugar num túmulo. Lugares que não eram dEle,  eram para nós, mas os tomou para si.

Mas a Morte, humilhada e derrotada, disse a Jesus ao terceiro dia: “Não há lugar para o Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores. Não há lugar para o Deus encarnado.”

E hoje, Cristo nos conforta com a promessa que Ele mesmo está preparando um lugar para nós, para estarmos juntos eternamente além do rio com o Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores, o Deus encarnado!

“Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus; creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitos aposentos; se não fosse assim, eu lhes teria dito. Vou preparar- lhes lugar. E se eu for e lhes preparar lugar, voltarei e os levarei para mim, para que vocês estejam onde eu estiver. Vocês conhecem o caminho para onde vou”

João 14:1-4

Sem comentários:

Publicar um comentário